quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Resenha-Gaveta Aberta

Esta é a primeira resenha de um livro de poesias que eu faço, foi uma experiência muito boa, cheia de reflexões livro do escritor Ítalo Anderson é rápido e agradável de ler, recebi a versão de apreciação no dia 21 e no mesmo dia já havia terminado de ler.




Ficha Técnica:

Autor: Ítalo Anderson
Editora: FuturArte
Páginas: 72
Nota: 8









Eu realmente nunca havia parado para ler livros de poesias, nunca foi um gênero que despertou minha atenção mesmo com vários livros deste tipo guardados na estante. Porém isso mudou, Gaveta Aberta é um livro pequeno que nos faz refletir sobre a vida em si, definitivamente, também vem cheio de sensibilidade e profundidade, percebemos no decorrer do livro que o poeta amadurece e recria-se, no entanto há presença em seus poemas temáticas como: vida, morte, amor e sofrimento.

Bem, mas nem tudo é mar de rosas e teve algumas coisas que me incomodaram um pouco no livro como a ordem das poesias, as que eu achei mais impactante e que eu li várias vezes por achar incrível, estavam lá pro fim do livro e as que deixaram a leitura um pouco monótona, estavam no começo do livro. Se não tiver paciência vai ter uma péssima experiência, as que mais gostei foram Papel Picotado, Poesia de uma linha só, Sentença, Ponta Negra e Gritando em Silêncio foram simplesmente fantásticas que fez com que fatos, lembranças passassem por minha cabeça e começasse a pensar e filosofar sobre diversos assuntos.



Gaveta Aberta é um ótimo livro para quem quiser parar por um momento ler e refletir sobre a vida.


“Costurou o rasgo da camisa, mas não o do coração.”
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários:

Postar um comentário