sexta-feira, 20 de junho de 2014

A História das Histórias em Quadrinhos



Muitos já devem ter se perguntado como surgiram as histórias em quadrinhos, como eram as eras (ouro, prata e bronze e etc) nesse post voltaremos no tempo e veremos como as hqs surgiram.


O que são “Quadrinhos”?

Quadrinhos ou Histórias em Quadrinhos, as conhecidas HQs, são narrativas feitas com desenhos sequenciais, em geral no sentido horizontal, e normalmente acompanhados de textos curtos de diálogo e algumas descrições da situação, convencionalmente apresentados no interior de figuras chamadas "balões".
Propagados em revistas e jornais, os quadrinhos se tornaram um dos mais importantes veículos de comunicação de massa e criaram linguagem própria, em grande parte incorporada posteriormente pelo cinema, pela televisão e pela publicidade.


O Inicio

A primeira HQ lançada foi Les Amours de monsieur Vieux Bois” (Os amores do senhor Jacarandá, no Brasil) escrita por Rudolf Töpffer (1799 - 1846) na Suíça, nascido em Genebra, é um pioneiro na arte das histórias em quadrinhos a história escrita pelo autor foi publicada em 1837. Dois anos depois, em 1839, ela foi reeditada, ganhando acertos e novos desenhos. A edição foi traduzida e publicada nos Estados Unidos pela Wilson and Company de Nova Iorque com o nome de "The Adventures of Mr. Obadiah Oldbuck" (1842), é considerada a primeira hq lançada nos EUA.



 O estilo da HQ além de ser revolucionário para a época é bem diferente do estilo dos quadrinhos que temos hoje, porque ainda não existia os clássicos balões de texto das HQs atuais, tínhamos apenas um desenho e uma frase que explicava a situação.





Em 1985 começaram a surgir as primeiras tirinhas em jornais dos Estados Unidos, e o primeiro que fez um verdadeiro sucesso foi o The Yellow Kid ("O Garoto Amarelo") escrita por Richard Felton Outcault (1863 - 1928).

·        Richard Felton Outcault

  • ·         Outcault começou sua carreira como desenhista técnico de Thomas Edison, e como arte-finalista de humorísticos nas revistas Judge e Life. Ele logo juntaria-se à New York World, que passou a usar as tiras de Outcault para um suplemento em cores experimental que usava um único cartum em um painel na capa chamado "Hogan's Alley". Richard Outcault é considerado um dos primeiros e mais importantes quadrinistas de todos os tempos.



·        The Yellow Kid
  • ·         O Yellow Kid era uma criança dentuça com traços e aparência chineses, que sempre aparecia com um sorriso bobo e vestindo um pijama amarelo enquanto circulava por uma vila cheia das mais estranhas criaturas.
  • ·         O artifício de usar balões para mostrar as falas dos personagens foi usado pela primeira vez com Yellow Kid, apesar de o próprio garoto só se comunicar através de mensagens que apareciam inscritas em sua roupa.

  • ·         The Yellow Kid era o personagem principal de Hogan's Alley, pioneira história em quadrinhos e uma das primeiras a ser impressa em cores que estreou em 5 de maio de 1895.
  • ·         Yellow Kid é responsável por criar várias das características que são usadas nas HQs atuais. 

 As tirinhas dos jornais fizeram um enorme sucesso e assim seria obrigatório ter pelo menos uma tirinha em cada um dos jornais da cidade.


Logo surgiu Katzenjammer Kids (também chamado de The Captain and the Kids) é uma história em quadrinhos, criada pelo alemão naturalizado norte-americano Rudolph Dirks. Foi publicada a primeira vez dia 12 de dezembro de 1897, no American Humorist.

 ·         Enredo e personagens

·         A história se passava numa colônia alemã na África, numa pensão onde a proprietária, a gorda viúva "Mama Chucrutz" tem como hóspedes o Capitão - um gordo de barbas negras (que, ao contrário do que sugerem o título adotado no Brasil, não é o tio dos garotos), marinheiro aposentado e que sofre de gota, o Coronel, um caça-gazeteiros que vive a perseguir os meninos, caracterizado como um baixinho com uma longa barba branca e Hans e Fritz.

·        Hans e Fritz

·         São dois irmãos gêmeos. Aprontam todas e não aceitam qualquer autoridade. Suas vítimas prediletas são o Coronel e o Capitão. Protegidos pela velha matrona, a cujos olhos aparecem sempre inocentes, conseguem sempre safar-se dos próprios enredos e artimanhas.



 Dirks foi o primeiro cartunista a representar os diálogos dos personagens através dos chamados "balões" (e também a primeira HQ que usou todos os elementos clássicos dos quadrinhos).

Anos depois surgiu Little Nemo in Slumberland ou como é chamado aqui no brasil O Menino Nemo na Terra dos Sonhos essa HQ é importante porque ele foi o primeiro que trouxe para os quadrinhos a questão de perspectiva. 






Crescimento no mercado

Nessa época os quadrinhos começavam a se tornar um elemento indispensável nos jornais diários, Em 1930, Hergé cria Tintin, cujo êxito se prolongou por décadas. No ano seguinte surgiram Betty Boop, de Max Fleischer e Tarzan, de Harold Foster. Buck Rogers e Popeye (criado por Elzie Crisler Segar) também estrearam em 1931.




A década de 30 trouxe ainda criações quase imortais para os quadrinhos, que introduziram a aventura como tema principal. Em 1933 surgiu a primeira revista americana de quadrinhos, a Funnies on Parade e também Famous Funnies.








Em 1936 é criado o personagem The Crack (O Gongo, no Brasil) é o primeiro herói dos quadrinhos, embora ele seja o primeiro herói The Crack não possuía nenhum poder. 










O primeiro herói que possuía poderes e etc foi o Superman que surgiu na revista Action Comics por Jerry Siegel e Joe Shuster em 1938. Logo depois Bob Kane com parceria do Bill Finger criaram o Batman (uns dos meus heróis preferidos :3) que surgiu na Detective Comics em 1939.



 Tanto o Batman quanto o Superman eram propriedade da editora National Comics que mais tarde viria ser a DC, ela se chama DC porque é a abreviação de Detective Comics (nome das revistas do Batman) que eram as mais vendidas da editora.


 Curiosidade

O Imperador Romano Trajano ordenou que fizessem uma torre com desenhos em espiral que mostravam suas vitórias em guerras e batalhas. Então essa é tecnicamente a 1ª HQ já feita.






As Eras

Os quadrinhos estão no mercado a anos, então resolveram dividir cada época em eras.


·        Era de ouro

A era de ouro se passou na década de 30, nesse período foi inventado e definido o gênero dos super-heróis, com a estreia de alguns personagens mais conhecidos do gênero. O formato comic book foi criado em 1933 por Max Gaines. Essas primeiras revistas traziam reimpressões de histórias publicadas anteriormente em jornais no formato de tiras. A Era se inicia em 1938, com o lançamento do Superman na primeira edição da revista Action Comics da National Periodical Publications. O sucesso de Superman faz com que surjam vários outros super-heróis. Nessa época o nazismo era um dos temas principais, então heróis como Superman, Capitão America e etc enfrentavam os nazistas nessas histórias. Esses quadrinhos também serviam para uma espécie de encorajamento para os soldados que estavam nas guerras, pois as histórias os fazia sentir mais confiantes.

   Depois surgiria a editora Timely Comics, que hoje é conhecida como Marvel, a Timely publicava revistas de terror e faroeste, porem depois da publicação da revista do Tocha humana, começaram a fazer revistas sobre heróis, criando até um universo próprio que hoje em dia chamamos de universo Marvel. A Marvel chamada na época de Timely Comics, tinha um acordo com uma distribuidora de HQs que pertencia a DC Comics que na época era a melhor empresa dos quadrinhos.



 Devido a esse acordo, a Timely não poderia criar personagens mascarados, pois isso já era coisa que vinha das HQs da DC a muito tempo, então a Timely foi criando seus heróis sem máscara, que começou com o Tocha Humana e depois o Namor, depois foi criado o Hulk, Thor, Homem de Ferro até que esse acordo finalmente terminou e foi criado um dos maiores heróis de todos os tempos, O Homem Aranha.





 A partir daí o número de vendas da Marvel aumentou bastante, e agora ela apresentava um certo perigo para a DC, nessa época existia tantos quadrinhos mais infantis quanto quadrinhos com temas mais adultos, então um psiquiatra alemão chamado Fredric Wertham, escreveu um livro chamado A Sedução dos Inocentes, e nesse livro ele dizia que os quadrinhos da época eram de má influência para os leitores mais jovens, seria mais ou menos o que está acontecendo hoje em dia com os vídeo games (que dizem influenciar as pessoas a fazerem coisas erradas).

 

Assim foi criado o Comics Code Authority, um selo que vinha nos quadrinhos apropriados para as crianças, justamente para dizer que aquele não teria nenhuma suposta má influência sobre um leitor mais jovem. A Era de ouro terminou abruptamente em 1954, com a criação de uma entidade reguladora das revistas de banda desenhada, o Comics Code Authority.






·        Era de Prata

Logo após o termino da era de ouro, iniciasse a de prata que apresentava temas mais científicos para suas histórias. A popularidade e, consequentemente, as revistas em quadrinhos de super-heróis diminuiu consideravelmente após a Segunda Guerra Mundial, ao passo que revistas com histórias de terror, crime ou romance passavam a representar uma fatia cada vez maior do mercado.


Anos depois a DC criara seu próprio grupo de super-heróis que lutavam unidos para combater os maiores vilões da editora era a Sociedade da Justiça composta por Sandman, Lanterna Verde (Alan Scott), Átomo, Gavião Negro e outros heróis. A revista acabou não dando muito certo e logo foi cancelada, anos depois a DC tentou voltar com essa ideia e assim foi criada a Liga da Justiça, composta por Batman, Superman, Mulher Maravilha, Flash, Aquaman, Lanterna verde, sempre com os maiores e mais famosos heróis da editora, dessa vez a DC acertou em cheio. 

A Marvel visando fazer o mesmo criou o grupo Os Vingadores, um grupo composto inicialmente pelo Hulk, Thor, Vespa, Homem Formiga e Homem de Ferro, Os Vingadores foram criados 3 anos após a Liga, então ela pegou carona na fama dos quadrinhos sobre equipes de heróis.

E assim começava a briga entre as duas editoras do mundo dos quadrinhos, que com o tempo foi se solidificando, nessa era de prata também surgiu os Sidekicks dos super-heróis, pra quem não sabe era aquele ajudante mirim, tipo o Robin (do Batman). A partir daí esse tipo de personagem se tornou bem comum, na era de prata os heróis costumavam ser bonzinhos em relação ao comportamento e atitudes sempre respeitando a lei.


·         Era de Bronze

Na era de Bronze começaram a ser introduzidos personagens com problemas cotidianos e as HQs tinham críticas sociais, essa época foi marcada por várias histórias importantes, como a criação da equipe mais famosa dos X-Men, a estreia de Luke Cage nos quadrinhos e vários outros acontecimentos.

  O clima das histórias também se tornou algo mais sombrio, por exemplo, mais ou menos no fim dessa era que surgiu a história Batman O Cavaleiro Das Trevas.












  


·         Era de Ferro


A Era de Ferro ia no mesmo caminho da de bronze onde as histórias eram mais tensas e sombrias. Em que heróis tinham atitudes violentas e estavam quase sem fé na humanidade. Com isso foi criada uma nova editora a Image Comics, era uma empresa de quadrinhos americana criada por vários artistas que saíram da Marvel e da DC e que agora se uniram para fazer seus próprios quadrinhos isso resultou em histórias mais fracas em desenhos que eram considerados bonitos (sqn). Os X-Men começaram a fazer muito sucesso então a marvel resolveu deixar alguns de seus títulos nas mãos de alguns artistas da Image Comics, iniciando assim uma espécie de parceria, foi uma das piores parcerias já feitas foi a fase mais terrível da editora. Os desenhos extremamente bizarros e feios e eram desenhados pelo odiado Robert "Rob" Liefeld. E as histórias não ajudavam eram bem precárias. 
       Tenho essas hqs, sem comentários pra esse capitão deformado

Títulos como Os Vingadores foram completamente arrasados então finalmente a parceria acabou.


 Enquanto isso na DC estava mil maravilhas, eram lançadas histórias fantásticas como Reino do Amanhã e O Longo Dia Das Bruxas. Pouco tempo depois surgiu a revista que marcava um crossover o encontro entre as editoras Marvel e DC.



















·         Era Moderna

Após isso veio os quadrinhos da era moderna, ou seja, a era dos quadrinhos de hoje em dia, que tratam de temas mais sociais e vários outros tipos. Os quadrinhos de hoje em dia ainda têm uma grande qualidade, quanto na arte como no roteiro porém muito do que era se perdeu com o passar do tempo. Alguns quadrinhos priorizam o clima dark e excluem o fator de diversão para o leitor, afinal o leitor de hoje em dia quer uma história muito mais intensa do que de anos atrás. De qualquer jeito a indústria dos quadrinhos continua ai mesmo que tenha passados por inúmeras dificuldades e nos dando a alegria de ver histórias com nossos personagens favoritos.


Recado da autora

Ok eu sei o post ficou meio grande e etc, porém fiz isso com o intuito de mostrar a vocês a história das histórias em quadrinhos da forma mais simples possível. Esse post deu muito trabalho pois fiquei dias pesquisando sobre o assunto, então espero que vocês deixem seus comentários, compartilhem se puderem para divulgar o post. É isso, espero que tenham gostado.  
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários:

Postar um comentário